Menu
Diana Aguiar

Diana Aguiar (16)

Até logo Dona Laene !

Até Logo Dona Laene!

Como não dizer algumas palavras sobre Laene Teixeira Mucci, que nós aqui da Pontenet, como tantas outras pessoas, conquistamos a liberdade de à chamamos carinhosamente de Dona Laene. Figura amiga, carinhosa, que por muitas vezes nos agraciou com sua presença em dias difíceis e tumultuados de trabalho, nos trazendo sua vibração de amor, suas palavras singelas, sua sabedoria, seu olhar profundo e doce de quem sabia alegrar e acalmar qualquer coração. Por tantas outras vezes nos presenteou com seus exemplares de poesia,ao qual tenho o prazer de ter ganho 3 .Posso dizer que estão contidos de palavras de afeto pela família, pela natureza, pela cidade de Ponte Nova, dentre homenagens mais específicas à pessoas que certamente tem um lugar especial em seu coração, tudo isso através de seus lindos poemas.

Como não lembrar também daquele cafezinho com pão de queijo em sua casa, um suquinho, um biscoitinho, vários mimos que ela fazia questão de nos oferecer quando a  visitávamos ,e posso afirmar que era sempre um prazer.

Hoje os valos estão muito invertidos no coração das pessoas, ela soube nos ensinar que, o saber, o sentir, esta acima de tudo!

Em sua simplicidade, carregava sabedoria sem fim e mesmo assim estava sempre pronta a aprender coisas novas .Com a chegada do computador , internet, e-mail, soube fazer uma ponte entre o velho e bom livro de papel, o artesanato onde as mãos rasgavam folhas de revistas e formavam lindas figuras,quadros... até a era digital, nos banhando por um bom tempo com sua coluna no site da Pontenet. Mesmo sem querer sempre distribuía ensinamentos por onde passava. A sabedoria consiste em aproveitar o que tem de bom em todas as épocas da humanidade e ela soube fazer isto muito bem.

A quem diga que homenagem deve ser feita enquanto a pessoa está viva, e fico feliz em ter prestado minha homenagem a ela enquanto ainda estava entre nós, através de um DVD com uma coletânea de depoimento filmados por mim, de amigos e familiares a alguns anos atrás. Como temos sempre a impressão que viveremos pra sempre, fiquei devendo o Saci Pererê de feltro que por tantas fezes pensei em fazer e presenteá-la mas não fiz.Para isso já é tarde, mas venho atraves destas palavras expressar nosso carinho por ela!

Eu, como espirita que sou, acredito na imortalidade da alma e em vidas futuras,e que onde ela estiver , está amparada e carregará em sua bagagem todo bem que fez enquanto esteve entre nós.Receberá todo nosso carinho, bem como de familiares e amigos, das crianças que tanto declamaram e continuarão declamando “Laene Teixeira Mucci” .Gostaria de falar também à família da nossa querida Dona Laene, obrigado por te-la dividido conosco,sintan-se abraçados e recebam nosso carinho, para que possam suportar a dor e a saudade que esta separação, mesmo que temporária ,trás . Poucas pessoas podem ser consideradas eternas no mundo material, nossa querida Dona Laene estará sempre entre nós, imortalizada em suas obras, através de suas lindas obras literárias e artisticas.Siga em paz querida Dona Laene, por que a terra perdeu uma grande espirito mas o infinito do universo a espera !Com Carinho...

Diana Aguiar .

Segue link de sua coluna da Pontenet, artigo publicado em 2004 contendo breve biografia :

http://www.pontenet.com.br/pontenova/laenemucci.html

 

Segue abaixo imagem de algumas de suas obras de arte:

Leia mais ...

Vencendo as batalhas da vida!

Vi uma palestra uma vez onde o palestrante, infelizmente não me recordo o nome, intitulava de “O Espiritismo em minha vida”. Ele relata como superou a perda do filho e esposa durante um acidente que somente ele sobreviveu.Isto me marcou muito e desde então sempre tento observar o que seria de mim sem a minha fé em Deus, e tudo mais que se agrega a isto, seus trabalhadores como Jesus , Maria e tantos outros que creio estar conosco, e também tudo o que a Doutrina Espirita vem esclarecer e fortalecer em minha fé. 

Ano passado engravidei, e confesso que um dos momentos mais felizes da minha vida foi quando fiz a descoberta.Eu e meu companheiro Alexandre planejamos muito este momento, mas não foi nada fácil, passei muito mal no começo, os famosos enjoos, cheguei a parar no hospital pra tomar soro algumas vezes.Passado os primeiros meses, a gravidez seguia, veio a surpresa de saber que era uma menina, ficamos muito feliz e não demorou muito escolhermos o nome , Laura .No sexto mês descobrimos através da ultrassonografia que o colo do útero estava abrindo e que a partir daí eu teria que ficar de repouso absoluto, tomar uma serie de remédios, fazer ultrassom de 15 em 15 dias e a Laura poderia nascer a qualquer momento. Nestes momentos difíceis da vida que paramos para analisar as opções, ou se desespera e se desgasta piorando a situação, ou se apega a Deus e segue em frente. E foi o que fizemos, recebi muito apoio das pessoas próximas, do meu companheiro, mãe , sogra e muitos outros da família e amigos.O chá de fraldas da família foi cancelado e o que foi organizado por colegas do meu serviço só foi feito por que eram poucas pessoas e foi dentro da minha casa  de forma bem simples.Ocupava meu tempo fazendo os enfeites do quarto da Laura e lembrancinhas também, mas em muitos momentos batia a angustia, o medo, vinha o choro, nada que durasse muito tempo, afinal tudo passa. Conseguimos chegar até 35 semanas e 6 dias , praticamente 8 meses, a bolsa estourou um dia depois que tiramos as famosas fotos de gravida, tudo com muito cuidado é claro, mas não ia demorar muito mesmo já que a barriga estava enorme. Quando ela nasceu, foi feito cesariana pois estava sentada e era prematura, o médico achou prudente fazer desta forma.Esquecemos tudo que já havíamos passado e focamos apenas nela, foi muito triste ver nosso bebê nascer e de imediato já ir para incubadora, não sentiu meu cheiro, e eu sem óculos, mau consegui vê-la e já foi levada para a UTIN.Chorei muito mas pedi a Deus força e que cuidasse da nossa pequena. E assim foi feito, a noite mesmo operada consegui com ajuda de Alexandre, meu companheiro, ir até a UTIN e ver a Laura, mau pude ficar 5 minutos, foi uma mistura de emoção ao vê-la e ao mesmo tempo uma tristeza de não poder pega-la nos braços e dar de mamar, de segurar a mãozinha, o pezinho, acariciar os cabelos, cheirar, só vimos ela pelo vidro e fomos embora com uma sensação de impotência tão grande que só nos restava desabafar em choro e pedir a Deus força pra seguir em frente . E assim foi nos próximos dias, ganhei a Laura no dia 04 de setembro, em um domingo, e fiquei até à quarta-feira dia 07 no hospital internada. Eu recebi alta, fui pra casa e ela ficou, quando chegamos em casa minha cunhada Alexandrina havia decorado a casa, estava com aquele cheirinho de Lar , terminou de arrumar o quarto da Laura pois eu não tive tempo, caímos em choro de emoção afinal a “artista principal” da cena não estava presente. Todo dia íamos ao hospital vê-la na UTIM, até que chegou o momento de pegarmos ela no colo, de eu dar de mamar, depois disso foi questão de dias até ela receber alta da UTIM e ir para o quarto. Me  internei no hospital novamente e ai foi mais uma semana no hospital para que ela ganhasse peso e aprendesse a sugar no peito. Ao final da semana no dia 23 de setembro levamos a nossa menina pra casa. Não foi um período fácil no hospital e nem os primeiros meses em casa . Hoje posso dizer que nunca será fácil, a vida aqui na terra tem sim uma programação, o amparo de Deus e da espiritualidade superior, Jesus e sua equipe que nos ampara, nossos anjos da guarda, mas, a luta e as escolhas são nossa , e uma vez tendo alguém que depende de você, a responsabilidade é por toda vida, e isso só se percebe quando se vive a experiência. Como diria nossa queria Tia Adélia, em momentos difíceis :“com Jesus”. Passei por tudo isso pensando dessa forma, “com Jesus”. Não é que não se sofre, que não se chora, mas com Jesus o fardo fica mais leve, o desespero mais brando, a ansiedade controlável, e a calmaria se faz possível. Hoje, as dificuldades não acabaram , voltei a trabalhar e as lutas são outras, mas quem não tem problemas, lutas e dificuldades? Não sou a primeira nem última mãe a trabalha fora não é? O que me consola é que tudo passa... tudo é fase e que a calmaria está sempre ali à nossa frente, em casa momento de alegria que nos acontece, e passa cortando as tristezas como um balde de agua fria em dias de muito calor. 

Depois de todo este relato, tenho aqui o mesmo propósito do palestrante que citei no início do texto, exemplificar que a fé raciocinada, o acreditar no amanhã, a certeza de um Deus bom e justo é o que me manteve seguindo em frente durante todo este processo, ao qual considero como aprendizado. 

Aproveito a oportunidade para agradecer com muito carinho aos meus familiares e aos do Alexandre que nos apoiaram, aos nossos amigos que foram presentes, à todas as pessoas que conviveram e oraram por nós neste periodo.Gostaria de agradecer também aos Médicos Dr. Carlos Alberto Rocha e Dr. Sinésio Eduardo Moreira dos Santos que acompanharam meu Pré-natal, à Dra. Raquel Lanna que por algumas vezes me socorreu no hospital com muito carinho, ao seu esposo Bruno Albuquerque pelo cuidado nas aulas de Pilates e a toda equipe do Hospital Nossa Senhora das Dores que me acolheu neste período que passei lá com minha filha , anestesista, enfermeiros , faxineiros, o pessoal da cozinha, pediatria, enfim, todos. Gostaria também de agradecer especialmente ao Dr. Celio Luiz Fernandes, que tratou tão bem da nossa Laura, bem como  outros médicos que trabalham com ele na UTIN e no bloco cirúrgico, a  Juliana, a Luana a Wilma e a Katia que trabalham na UTIM juntamente com ele e às outras colegas que também cuidaram dela junto com a Luana ou em outros turnos que infelizmente não sei o nome e não cheguei a conhecer todas, mas somos gratos por cada colo que foi dado, cada mamadeira, cada fralda trocada , cada banho, cada lacinho pregado carinhosamente na cabecinha dela, cada acalento que foi dado a nossa filha enquanto não podíamos ficar com ela, à vocês seremos gratos eternamente, e tudo que fizermos ainda será pouco para agradecer as mães e pais que foram para nossa filha em nossa ausência, novamente meu muito obrigado em meu nome, em nome do Alexandre e de toda nossa família. Deus as vezes coloca anjos encarnados em nossas vidas, nós é que muitas vezes não sabemos reconhecer … 

A você que está em luta, em dificuldade, ânimo! Busque nas coisas pequenas razão para seguir em frente, se apegue no que tiver mais próximo, acredite que Deus está contigo! Aceite ajuda, peça ajuda, e saiba que Deus nunca nos desampara e que nenhuma dor é eterna!

 

Leia mais ...

Aos meus Pais

Aos meus Pais

Em comemoração ao Dia dos Pais resolvi homenagear meus Pais. Não, não, não é erro de ortografia ou digitação, o correto é no plural mesmo e vou explicar por que.

Tudo começa na gravides da minha mãe, que por sinal amo muito, mas hoje será apenas coadjuvante da história. Bem, quando ela estava gravida de alguns meses meu pai Walter faleceu, conheço dele apenas o que vejo em fotos e na lembrança das pessoas que conviviam com ele, memorias de minha mãe, da pescaria de bicicleta, que era um excelente eletricista, também arriscava no futebol. Memorias da minha avó que carinhosamente me conta casos dele quando passo minhas férias com ela em Governador Valadares. Memórias de primos mais velhos, de tias e tios meus e até mesmo memorias do Tio Raul, tio do meu pai. A cada ano conheço mais do meu pai, era um bom homem, e para vê-lo, basta olhar no espelho, meus cabelos cacheados, a sobrancelha grossa, olhar forte e fechado, embora muitas vezes sou a cara da minha. Sei que espiritualmente sempre esteve ao nosso lado, e agradeço por estar presente em grandes momentos em minha vida, como em minha adolescência quando, depois de um relacionamento que não deu muito certo resolvi pedir a ele que estivesse ao meu lado, me guiasse, que eu não o decepcionaria, coloquei a aliança de casamento dele no meu dedo e prometi tirar somente quando conhecesse a pessoa certa. E foi o que aconteceu, hoje ela já não seve mais no meu dedo, três anos de união com meu marido Alexandre e a Laura quase a nascer. Obrigado pai.

Mas se fosse só isso a palavra Pais usada no título não faria muito sentido, então vamos continuar... Quando meu pai Walter morreu, de pronto deus envio os 3 mosqueteiros e D’Artagnan, que de pronto empulharam a espada e abraçaram a causa com todo o amor que puderam, embora possa ter outras figuras que eu não cite neste momento, falo de minhas memorias e coisas que ouvi no decorrer de minha vida e que me perdoe caso não tenha citado alguém que se fez presente neste momento. Mas, falo de quem? Tio Claudio, Tio Reinaldo chamado de tio Rei, Tio João e Tio Eustáquio carinhosamente chamado de Tio Taquinho.

Tio Claudio, irmão do meu pai Walter, sempre me amou, me tratou e me trata como uma filha, tanto que Tia Cacá sua esposa as vezes fala” seu pai,ó , seu tio ...” de tão natural que é este amor e  a relação dele comigo, um homem bom, carinhoso, excelente cozinheiro, fazia e faz comidas simples e maravilhosas pra mim. Morei um tempo com eles e pude receber todo o amor que ele pode me dar. Sempre me chama de filha, meio tímido, faz questão de mim, já passamos alguns dias dos pais juntos e sempre foi muito bom, me deu um irmão, Claudinho, bom na verdade ele nasceu primeiro, então ele que me adotou como tal. E´ uma referência que tenho de pai, um colo que sempre posso voltar. Obrigado Pai.

Tio Reinaldo, sei que também me amou desde a barriga, a morte do meu pai Walter foi muito triste, e ele e tia Rita também receberam minha mãe como muitos da família, teve paciência, amor e sempre me chamou de filha e me tratou igualmente como seus filhos, na época eu e Marina que tínhamos praticamente a mesma idade, e depois vieram Vitor e Felipe, e considero também os 3 como irmãos. Tio Rei, homem bom, um carinho sincero em um beijo cada vez que me vê, me ensinou muitas coisas mas principalmente que o carinho sincero é algo que nos faz muito bem. Me chama carinhosamente de passarinha linda, embora já quando criança eu chequei a dizê-lo que “eu não sou passarinha,eu num avoouo” mas ainda bem que não me ouviu e assim me chama carinhosamente até hoje. Obrigado Pai.

Tio João, também desde de a barriga me amou, acompanhou toda a gestação e tem uma história que me conta já a alguns anos em meu aniversário, sobre a briga que teve no hospital quando eu nasci, parto difícil da minha mãe e descaso de certa forma com ela durante o parto. Como ele mesmo diz “rodei a baiana” e desde de então tem sido também um exemplo de pessoa a ser seguido, não me lembro se já me chamou de filha mas sempre me tratou como tal, culto, inteligente sempre compartilhou e incentivou aos estudos e a aprender de tudo. Se escrevo hoje é por incentivo dele e se falo melhor também, é por vê-lo conversar tão bem com as pessoas, queria ser igual e posso dizer que formei também por influência dele, queria que tivesse orgulho de mim. Vejo claramente que me ama, em cada momento que vivi e vivo ao lado dele, cada preocupação, em cada discussão, afinal eu precisava de um dos pais com quem discutir, por que todos os filhos discutem em algum momento com seus pais. Obrigado Pai.

Tio Taquim, que delicia lembrar de você, já não está mais entre nós, mas sempre considerei como um pai, também me amou desde sempre, me tratou como uma de suas 4 filhas, Michele, Jaqueline, Any e Josiane, que considero como irmãs. Era mais fechado mas como sabia nos mimar. Tudo que fazia pra elas fazia pra mim. Excelente pintor, e também gostava de futebol, dale Macuco. Tenho boas lembranças dele fazendo nossas vontades, um dia comprou pra gente sorvete, napolitano, que era para o dia seguinte, mas as pequenas, eu, Any e Josi não conseguimos esperar e a noite mesmo atacamos o pote e lembro de ele falando, “é nonocas, vocês gostam de sorvetinho né “, nunca mais me esqueci. Obrigado Pai.

Minha mãe Georgete, se casou novamente quando eu tinha mais ou menos 2 anos pelo que sei, ai ganhei meu pai Marcos, e foram casados até quanto eu tinha 13 anos. Sei que me amou e me ama até hoje, me chama carinhosamente de Bebê, onde quer que eu esteja, tenho muitas lembranças, boas lembranças, aprendi muito com ele e recebi todo o amor que precisava para crescer uma pessoa boa. Tive uma infância feliz mesmo com todas as dificuldades financeiras, conheci pé de manga, queimada, andava de cavalinho nele pela rua, e tinha orgulho quanto aquele Negão me apresentava como sua filha para as pessoas, e nunca tive dúvidas que era meu pai. Me lembro dele segurando minha mão quanto eu tinha dor de barriga, e uma vez que pegamos um taxi e fomos ao SAMDU de madrugada por que eu sentia muita dor e corpo ruim, e quando cheguei la melhorei, vai entender mas isso me marcou. Era e ainda é muito brincalhão, fazia casinha de papelão, apostava corrida no passeio novo, que hoje não é novo mais. Me ensinou Kung-fú, ganhei até troféu, queria ser o orgulho dele. Ganhei cicatrizes no pé quanto enfiei o pé na roda da bicicleta e outras mais. Futuramente ganhei dois irmãos Kenzo e Yasmim. Obrigado por tudo que me ensinou e por todo amor dedicado a mim. Obrigado Pai.

Hoje ganhei dois novos pais, O companheiro da minha mãe, Herasio que me trata com todo carinho e faz muita questão de mim, apoia minha mãe e não a afasta de mim, como acontece em muitas vezes em algumas famílias assim formadas, me dá assistência, me respeita como sou. E é claro meu sogro, Antônio, que chamo carinhosamente de Sr. Oliveira, também me chama de filha, me trata com muito carinho e me recebeu de braços abertos com muito amor. A vocês também o meu muito obrigado.

Agradeço a Deus, nosso pai maior por ter me proporcionado a oportunidade de ter tantos pais. Agradeço por cada experiência, embora não tenho citado todas aqui, pois daria um livro. Agradeço por ser tão amada e pela feliz atitude de ter aberto meu coração a todos eles, homens, imperfeitos que são, como todos nós aqui na terra, mas que sabem me amar tal como sou e conforme a condição e particularidade de cada um. Obrigado a cada um de vocês, encarnados ou não, por tudo, e posso dizer que boa parte do que sou hoje devo a vocês.

Para finalizar, gostaria de desejar ao meu Marido Alexandre que hoje comemora seu primeiro dia dos pais, um Feliz dia dos Pais. É um homem bom, um ótimo Marido e creio que será um bom pai, pois já o é , desde o primeiro exame de farmácia, desde de antes mesmo da concepção, quando decidimos que seriamos pais.

Hoje, a você que não tem mais próximo seu pai, comemore pois um dia o teve e apegue-se aos bons momentos. A você que se considera sem pai, olhe a sua volta, abra seu coração, adote um pai, tem tantos por ai precisando de filhos, um tio, um vizinho, o pai da melhor amiga ou amigo, sempre há alguém de braços abertos a nos amar e muitos nem sabem disso, então cabe a nós ir de encontro. A você que tem seu pai, o ame mesmo com todos defeitos, o ame pela oportunidade da vida que foi dada também por ele, e conviva da melhor maneira possível pois muitos não tem essa oportunidade.

Mas ainda falta uma coisa, a você que é pai, biológico, adotivo, de coração, de alma , seja lá qual for sua ligação com aquele que chama de filho, após compartilhar todas as minhas experiências e homenagear meus pais, desejo com muito carinho um dia com muito amor e carinho em seu coração, a todos um Feliz dia dos Pais.

Diana Aguiar 

New mais oferta que veio a nós de outro continente é, certamente, algo que tem sido muito tempo de espera para todos no Brasil. Este é o melhor opção aplicativos para assistir que sabe como descobrir a verdade de acordo com a lei, para o oeste é um dispositivo chamado spy mobile. Ele mosto para os direitos dos cidadãos e para o desenvolvimento da região.

Leia mais ...

A felicidade que a prece proporciona !

   A felicidade que a prece proporciona! 

  O capítulo 27 do Evangelho Segundo o Espiritismo intitulado de “Pedi e obtereis” aborda como tema a prece, a oração, e é sobre este tema que gostaria de falar, em especial sobre o ultimo item que é intitulado com “A felicidade que a prece nos proporciona” onde Santo Agostinho nos comove com suas palavras, nos descrevendo as sensações que podemos experimentar quando fazemos uma prece de coração.

   O capítulo se inicia com as seguintes referencias bíblicas:

1 – E quando orais, não haveis de ser como os hipócritas, que gostam de orar em pé na sinagoga, e nos cantos das ruas, para serem vistos dos homens; em verdade vos digo, que eles já receberam a sua recompensa. Mas tu, quando orares, entra no teu aposento, e fechada à porta, ora a teu Pai em secreto; e teu Pai, que vê o que se passa em secreto, te dará a paga. E quando orais não faleis muito, como os gentios; pois cuidam que pelo seu muito falar serão ouvidos. Não queiras portanto parecer-vos com eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, primeiro que vós lho peçais. (Mateus, VI: 5-8)

2 – Mas quando vos puserdes em oração, se tendes alguma coisa contra alguém, perdoai-lha, para que também vosso Pai, que está nos Céus, vos perdoe os vossos pecados. Porque se vós não perdoardes, também vosso Pai, que está nos céus, vos não há de perdoar vossos pecados. (Marcos, XI: 25-26)

3 – E propôs também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, como se fossem justos, e desprezavam os outros: Subiram dois homens ao templo, a fazer oração: um fariseu e outro publicano. O fariseu, posto em pé, orava lá no seu interior desta forma: Graças te dou, meu Deus, porque não sou como os mais homens, que são uns ladrões, uns injustos, uns adúlteros, como é também este publicano; jejuo duas vezes na semana, pago o dízimo de tudo o que tenho. O publicano, pelo contrário, posto lá de longe, não ousava nem ainda levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Meu Deus, sê propício a mim, pecador. Digo-vos que este voltou justificado para a sua casa, e não o outro; porque todo o que se exalta será humilhado, e todo o que se humilha será exaltado. (Lucas, XVIII: 9-14).

Jesus nos mostra através destas palavras as simples condições de orar, não restringe a oração a um local, a uma religião, a um ritual especifico, apenas nos convida a sermos sinceros, em reconhecer o que somos e de coração aberto nos ligar a Deus através de nosso pensamento, de nossos verdadeiros sentimentos e intenções.

No ultimo item do Evangelho Segundo o Espírito conforme havia citei acima, segue as palavras de Santo Agostinho para que possamos desenvolver nosso assunto:

“SANTO AGOSTINHO

Paris, 1861

23 – Vinde, todos vós que desejais crer: acorrem os Espíritos celestes, e vêm anunciar-vos grandes coisas! Deus, meus filhos, abre os seus tesouros, para vos distribuir os seus benefícios. Homens incrédulos! Se soubésseis como a fé beneficia o coração, e leva a alma ao arrependimento e à prece! A prece. Ah, como são tocantes as palavras que se desprendem dos lábios na hora da prece! Porque a prece é o orvalho divino, que suaviza o excessivo calor das paixões. Filha predileta da fé, leva-nos ao caminho que conduz a Deus. No recolhimento e na solidão, encontrai-vos com Deus; e para vós o mistério se desfaz, porque Ele se revela. Apóstolos do pensamento, a verdadeira vida se abre para vós! Vossa alma se liberta da matéria e se lança pelos mundos infinitos e etéreos, que a pobre Humanidade desconhece.”

   Acaso se identificou com estas sensações descritas por Santo Agostinho ?Rara são as vezes que conseguimos realmente fazer uma prece com sinceridade e coração aberto a se encontrar com Deus, na maioria das vezes nos dispomos a conversar com ele tal qual relatório de rotina que entregamos no trabalho para cumprir com nossa obrigação . Muitas são as vezes que nos vimos em situações onde o contato direto com Deus nos confortaria a alma, nos daria força, mas, nós não nos colocamos nesta condição. É como se tivéssemos a intensão de ligar para alguém para pedir ajuda durante todo o dia, mas não saímos da intenção, queremos a ajuda de deus mas não entramos em sintonia com ele ...

   A Felicidade não é deste mundo por que a verdade felicidade não é algo material e sim um estado de espirito, duradouro ou não conforme nossa condição espiritual.

   Tendo então esta certeza de que aqui na terra não teremos a felicidade tal qual almejamos, plena e inabalável, experimentaremos momentos de tormenta, de dor , grandes provas , dificuldades como então suportar ?Jesus nos deu o caminho.

   No Evangelho Segundo o Espiritismo é feito um estudo sobre isto onde é citado os trechos anotados por Mateus onde Jesus nos esclarece e nos conforta o coração.: Cap. 5 – BEM-AVENTURADOS OS AFLITOS

1 – Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos. Bem-aventurados os que padecem perseguição por amor da justiça, porque deles é o Reino dos Céus. (Mateus, V: 5, 6 e 10). Cap. 6 – O CRISTO CONSOLADOR

1 – Vinde a mim, todos os que andam em sofrimento e vos achais carregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve. (Mateus, XI: 28-30)

   Jesus nos afirma que se formos até ele, ele nos aliviará, não nos diz que nos tirará as provas, mas sim que nos aliviará , que estará conosco, tal qual um irmão que cuida do outro nos momentos de dificuldade e de dor, irmão que não pode muitas vezes trocar de lugar conosco nas provas que a vida nos oferece, mas certamente que através de sua presença e sua doação de amor, nos conforta e divide conosco aquilo que nos parece impossível de suportar.

  E como nos ligar a Jesus nos dias hoje já que não se encontra mais entre nós ? Como sentir sua presença em nossas vidas, como sentir seu abraço, sua força ?

   O mecanismo da prece é a misericórdia de Deus atuando em nossas vidas, através do fluido universal que nos envolve a todos e ao universo , nos interligamos através do pensamento, de nossos sentimentos, à aquilo ou aquela pessoa que almejamos... É dito que Deus esta sempre de braços abertos, que Jesus e os Bons Espíritos estão sempre de braços abertos e através do mecanismo natural da prece vimos isto fazer todo sentido .

   Achei muito válido para Aqueles que queiram aprofundar no assunto estas questões citadas abaixo do Livro dos Espíritos : LIVRO TERCEIRO – AS LEIS MORAIS

Cap. 2 – LEI DE ADORAÇÃO IV – Da Prece

658. A prece é agradável a Deus?

— A prece é sempre agradável a Deus quando ditada pelo coração, porque a intenção é tudo para ele. A prece do coração é preferível à que podes ler, por mais bela que seja, se a leres mais com os lábios do que com o pensamento. A prece é agradável a Deus quando é proferida com fé, com fervor e sinceridade. Não creias, pois, que Deus seja tocado pelo homem vão, orgulhoso e egoísta, a menos que a sua prece represente um ato de sincero arrependimento e de verdadeira humildade.

659. Qual o caráter geral da prece?

— A prece é um ato de adoração. Fazer preces a Deus é pensar nele, aproximar-se dele, pôr-se em comunicação com ele. Pela prece podemos fazer três coisas: louvar, pedir e agradecer.

660. A prece torna o homem melhor?

— Sim, porque aquele que faz preces com fervor e confiança se torna mais forte contra as tentações do mal, e Deus lhe envia bons Espíritos para o assistir. É um socorro jamais recusado, quando o pedimos com sinceridade.

662. Pode-se orar utilmente pelos outros?

— O Espírito daquele que ora está agindo pela vontade de fazer o bem. Pela prece atrai a ele os bons Espíritos que se associam ao bem que deseja fazer.

Comentário de Kardec: Possuímos em nós mesmos, pelo pensamento e a vontade, um poder de ação que se estende muito além dos limites de nossa esfera corpórea. A prece por outros é um ato dessa vontade. Se for ardente e sincera, pode chamar os bons Espíritos em auxílio daquele por quem pedimos, a fim de lhe sugerirem bons pensamentos e lhe darem a força necessária para o corpo e a alma. Mas ainda nesse caso a prece do coração é tudo e a dos lábios não é nada

664. É útil orar pelos mortos e pelos Espíritos sofredores, e nesse caso como pode as nossas preces lhes proporcionar consolo e abreviar os sofrimentos? Têm elas o poder de fazer dobrar-se a justiça de Deus?

—A prece não pode ter o efeito de mudar os desígnios de Deus, mas a alma pela qual se ora experimenta alívio, porque é um testemunho de interesse que se lhe dá e porque o infeliz, v sempre consolado, quando encontra almas caridosas que compartilham as suas dores. De outro lado, pela prece provoca-se o arrependimento, desperta-se o desejo de fazer o necessário para se tornar feliz. É nesse sentido que se pode abreviar a sua pena, se do seu lado ele contribui com a sua boa vontade. Esse desejo de melhora, excitado pela prece, atrai para o Espírito sofredor os Espíritos melhores que vêm esclarecê-lo, consolá-lo e dar-lhe esperanças. Jesus orava pelas ovelhas transviadas. Com isso vos mostrava que sereis culpados se nada fizerdes pelos que mais necessitam.

666. Podemos orar aos Espíritos?

— Podemos orar aos bons Espíritos como sendo os mensageiros de Deus e os executores de seus desígnios, mas o seu poder está na razão da sua superioridade e decorre sempre do Senhor de todas as coisas, sem cuja permissão nada se faz; e is porque as preces que lhes dirigimos só são eficazes se forem agradáveis a Deus.

   É certo que para conseguimos então sentir a felicidade que a prece nos proporciona precisamos faze-la com amor e com sinceridade e isto esta descrito em um dos ensinamentos do cristo que é colono evangelho de Marcos 8:5 “Quantos pães tendes?” No momento que é apresentando para Jesus aquela multidão faminta, ele sabia que seria necessário fazer algo, mas questionou aos apóstolos o que teria para agir a favor daqueles que ali estavam, o mesmo acontece com a prece, quando nos apresentamos a Deus, aos Bons Espíritos, a Jesus temos que saber o que temos a oferecer, sermos humildes sabendo o que somos e agir com sinceridade, para que a partir dai, sejamos auxiliados conforme nos é possível e necessário naquele momento.

Santo Agostinho continua a nos falar:

“Marchai, marchai, pelos caminhos da prece, e ouvireis a voz dos Anjos! Que harmonia! Não são mais os ruídos confusos e as vozes gritantes da Terra: são as liras dos arcanjos, as vozes doces e meigas dos serafins, mais leves que as brisas da manhã, quando brincam nas ramagens dos vossos arvoredos. Com que alegria então marchais! Vossa linguagem terrena não poderá exprimir jamais essas venturas, que vos impregna por todos os poros, tão, vivas e refrescantes é a fonte em que bebemos através da prece! Doces vozes, inebriantes perfumes, que a alma ouve e aspira, quando se lança, pela prece, a essas esferas desconhecidas e habitadas! São divinas todas as aspirações, quando livres dos desejos carnais.”

 

   É a sensação tão bem descrita pro santo agostinho que nos inebria e certas vezes nos da a sensação física de elevação , como se planássemos no ar, tão mais leves do que estávamos antes da comunhão com deus e os bons espíritos.

   A felicidade que aprece nos proporciona é a certeza de que aquele que esta longe e as vezes até mesmo em outro plano, que muitas vezes gostaríamos de estão ao lado, e em alguns casos pelas circunstancias da morte imaginamos sofrimentos , tormentas e dores, sabemos , que através da prece estamos levando até ele alivio mesmo que momentâneo para suas dores, reflexão caso esteja em desequilíbrio, em ódio ou rancor, carinho e acalento para aqueles que ainda sentem saudades de nós.

   A felicidade que a prece proporciona atende àquele que no leito de morte já não se sente tão vivo e não compreende por ainda não foi, se divide entre as sensações e as preocupações de, para onde vai e o que acontece com eles que fica, e quando é feito com amor uma prece este indivíduo se acalma e consegue assim perceber o auxilio da espiritualidade superior.

   A felicidade que a prece proporciona esta na troca de energia até mesmo entre os vivos que através das palavras carinhosas trocadas naquele momento entrar em sintonia com os bons espíritos em prol de um ato comum de auxiliar aquele irmão que precisa do passe, ou como alguns chamam carinhosamente de “benzer” ,muitas vezes a doação de amor e energia é tamanha que basta uma pessoa entrar em sintonia com a outra, mãe e filho por exemplo, para que seja feita a transfusão de energia que vai proporcionar alivio à aquele que recebe a doação.

   A felicidade que a prece nos proporciona vai muito além das muitas possibilidades que nós podemos enumerar, é uma rede de plantão 24 h de socorro a todos que necessitam e estão abertos a receber auxilio de Deus, através de Jesus e dos bons espíritos que trabalham em sua seara.

Santo Agostinho conclui nos descrevendo:

“Vós também, como o Cristo, orai, carregando a vossa cruz para o Gólgota, para o Calvário. Levai-a, e sentireis as doces emoções que lhe passavam pela alma, embora carregasse o madeiro infamante. Sim, porque ele ia morrer, mas para viver a vida celestial, na morada do Pai!”

   Quando nós aprendermos a acalmar nossos corações, sentir o nosso intimo e entrar em sintonia sincera com Deus, com os bons espíritos que trabalham na seara de jesus estaremos certos que sentiremos a verdadeira felicidade tal qual Jesus experimentou mesmo carregando sua tão pesada cruz, por que a verdadeira felicidade que a prece nos proporciona é certeza física e espiritual, de que não estamos sozinhos.

   Para finalizar gostaria de deixar um lindo poema de Amélia Rodrigues ( espírito ) Pisicografado por Divaldo Pereira Franco ( médium ) :

   Poema da Gratidão

Poema da Gratidão

Muito obrigado Senhor!

Muito obrigado pelo que me deste.

Muito obrigado pelo que me dás.

 

 

Obrigado pelo pão, pela vida, pelo ar, pela paz.

Muito obrigado pela beleza que os meus olhos vêem no altar da natureza.

Olhos que fitam o céu, a terra e o mar

Que acompanham a ave ligeira que corre fagueira pelo céu de anil

E se detém na terra verde, salpicada de flores em tonalidades mil.

 

Muito obrigado Senhor!

Porque eu posso ver meu amor.

Mas diante da minha visão

Eu detecto cegos guiando na escuridão

que tropeçam na multidão

que choram na solidão.

Por eles eu oro e a ti imploro comiseração

porque eu sei que depois desta lida, na outra vida, eles também enxergarão!

 

 

Muito obrigado Senhor!

Pelos ouvidos meus que me foram dados por Deus.

Ouvidos que ouvem o tamborilar da chuva no telheiro

A melodia do vento nos ramos do olmeiro

As lágrimas que vertem os olhos do mundo inteiro!

 

Ouvidos que ouvem a música do povo que desce do morro na praça a cantar.

A melodia dos imortais, que se houve uma vez e ninguém a esquece nunca mais!

A voz melodiosa, canora, melancólica do boiadeiro.

E a dor que geme e que chora no coração do mundo inteiro!

 

Pela minha alegria de ouvir, pelos surdos, eu te quero pedir

Porque eu sei

Que depois desta dor, no teu reino de amor, voltarão a sentir!

Obrigado pela minha voz

Mas também pela sua voz

Pela voz que canta

Que ama, que ensina, que alfabetiza,

Que trauteia uma canção

E que o Teu nome profere com sentida emoção!

 

Diante da minha melodia

Eu quero rogar pelos que sofrem de afazia.

Eles não cantam de noite, eles não falam de dia.

Oro por eles

Porque eu sei, que depois desta prova, na vida nova

Eles cantarão!

 

Obrigado Senhor!

Pelas minhas mãos

Mas também pelas mãos que aram

Que semeiam, que agasalham.

Mãos de ternura que libertam da amargura

Mãos que apertam mãos

De caridade, de solidariedade

Mãos dos adeuses

Que ficam feridas

Que enxugam lágrimas e dores sofridas!

 

Pelas mãos de sinfonias, de poesias, de cirurgias, de psicografias!

Pelas mãos que atendem a velhice

A dor

O desamor!

Pelas mãos que no seio embalam o corpo de um filho alheio sem receio!

E pelos pés que me levam a andar, sem reclamar!

 

 

Obrigado Senhor!

Porque me posso movimentar.

Diante do meu corpo perfeito

Eu te quero rogar

Porque eu vejo na Terra

Aleijados, amputados, decepados, paralisados, que se não podem movimentar.

 

Eu oro por eles

Porque eu sei, que depois desta expiação

Na outra reencarnação

Eles também bailarão!

 

Obrigado por fim, pelo meu Lar.

É tão maravilhoso ter um lar!

Não é importante se este Lar é uma mansão, se é uma favela, uma tapera, um ninho, um grabato de dor,

um bangalô, uma casa do caminho ou seja lá o que for.

 

Que dentro dele, exista a figura

do amor de mãe, ou de pai

De mulher ou de marido

De filho ou de irmão

A presença de um amigo

A companhia de um cão

Alguém que nos dê a mão!

 

Mas se eu a ninguém tiver para me amar

Nem um teto para me agasalhar,

nem uma cama para me deitar

Nem aí reclamarei.

Pelo contrário, eu te direi

 

Obrigado Senhor!

Porque eu nasci!

Obrigado porque creio em ti

Pelo teu amor, obrigado senhor!

Leia mais ...

A felicidade que a prece proporciona !

   O capítulo 27 do Evangelho Segundo o Espiritismo intitulado de “Pedi e obtereis” aborda como tema a prece, a oração, e é sobre este tema que gostaria de falar, em especial sobre o ultimo item que é intitulado com “A felicidade que a prece nos proporciona” onde Santo Agostinho nos comove com suas palavras, nos descrevendo as sensações que podemos experimentar quando fazemos uma prece de coração.

   O capítulo se inicia com as seguintes referencias bíblicas:

1 – E quando orais, não haveis de ser como os hipócritas, que gostam de orar em pé na sinagoga, e nos cantos das ruas, para serem vistos dos homens; em verdade vos digo, que eles já receberam a sua recompensa. Mas tu, quando orares, entra no teu aposento, e fechada à porta, ora a teu Pai em secreto; e teu Pai, que vê o que se passa em secreto, te dará a paga. E quando orais não faleis muito, como os gentios; pois cuidam que pelo seu muito falar serão ouvidos. Não queiras portanto parecer-vos com eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, primeiro que vós lho peçais. (Mateus, VI: 5-8)

2 – Mas quando vos puserdes em oração, se tendes alguma coisa contra alguém, perdoai-lha, para que também vosso Pai, que está nos Céus, vos perdoe os vossos pecados. Porque se vós não perdoardes, também vosso Pai, que está nos céus, vos não há de perdoar vossos pecados. (Marcos, XI: 25-26)

3 – E propôs também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, como se fossem justos, e desprezavam os outros: Subiram dois homens ao templo, a fazer oração: um fariseu e outro publicano. O fariseu, posto em pé, orava lá no seu interior desta forma: Graças te dou, meu Deus, porque não sou como os mais homens, que são uns ladrões, uns injustos, uns adúlteros, como é também este publicano; jejuo duas vezes na semana, pago o dízimo de tudo o que tenho. O publicano, pelo contrário, posto lá de longe, não ousava nem ainda levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Meu Deus, sê propício a mim, pecador. Digo-vos que este voltou justificado para a sua casa, e não o outro; porque todo o que se exalta será humilhado, e todo o que se humilha será exaltado. (Lucas, XVIII: 9-14).

Jesus nos mostra através destas palavras as simples condições de orar, não restringe a oração a um local, a uma religião, a um ritual especifico, apenas nos convida a sermos sinceros, em reconhecer o que somos e de coração aberto nos ligar a Deus através de nosso pensamento, de nossos verdadeiros sentimentos e intenções.

No ultimo item do Evangelho Segundo o Espírito conforme havia citei acima, segue as palavras de Santo Agostinho para que possamos desenvolver nosso assunto:

“SANTO AGOSTINHO

Paris, 1861

23 – Vinde, todos vós que desejais crer: acorrem os Espíritos celestes, e vêm anunciar-vos grandes coisas! Deus, meus filhos, abre os seus tesouros, para vos distribuir os seus benefícios. Homens incrédulos! Se soubésseis como a fé beneficia o coração, e leva a alma ao arrependimento e à prece! A prece. Ah, como são tocantes as palavras que se desprendem dos lábios na hora da prece! Porque a prece é o orvalho divino, que suaviza o excessivo calor das paixões. Filha predileta da fé, leva-nos ao caminho que conduz a Deus. No recolhimento e na solidão, encontrai-vos com Deus; e para vós o mistério se desfaz, porque Ele se revela. Apóstolos do pensamento, a verdadeira vida se abre para vós! Vossa alma se liberta da matéria e se lança pelos mundos infinitos e etéreos, que a pobre Humanidade desconhece.”

   Acaso se identificou com estas sensações descritas por Santo Agostinho ?Rara são as vezes que conseguimos realmente fazer uma prece com sinceridade e coração aberto a se encontrar com Deus, na maioria das vezes nos dispomos a conversar com ele tal qual relatório de rotina que entregamos no trabalho para cumprir com nossa obrigação . Muitas são as vezes que nos vimos em situações onde o contato direto com Deus nos confortaria a alma, nos daria força, mas, nós não nos colocamos nesta condição. É como se tivéssemos a intensão de ligar para alguém para pedir ajuda durante todo o dia, mas não saímos da intenção, queremos a ajuda de deus mas não entramos em sintonia com ele ...

   A Felicidade não é deste mundo por que a verdade felicidade não é algo material e sim um estado de espirito, duradouro ou não conforme nossa condição espiritual.

   Tendo então esta certeza de que aqui na terra não teremos a felicidade tal qual almejamos, plena e inabalável, experimentaremos momentos de tormenta, de dor , grandes provas , dificuldades como então suportar ?Jesus nos deu o caminho.

   No Evangelho Segundo o Espiritismo é feito um estudo sobre isto onde é citado os trechos anotados por Mateus onde Jesus nos esclarece e nos conforta o coração.: Cap. 5 – BEM-AVENTURADOS OS AFLITOS

1 – Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos. Bem-aventurados os que padecem perseguição por amor da justiça, porque deles é o Reino dos Céus. (Mateus, V: 5, 6 e 10). Cap. 6 – O CRISTO CONSOLADOR

1 – Vinde a mim, todos os que andam em sofrimento e vos achais carregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve. (Mateus, XI: 28-30)

   Jesus nos afirma que se formos até ele, ele nos aliviará, não nos diz que nos tirará as provas, mas sim que nos aliviará , que estará conosco, tal qual um irmão que cuida do outro nos momentos de dificuldade e de dor, irmão que não pode muitas vezes trocar de lugar conosco nas provas que a vida nos oferece, mas certamente que através de sua presença e sua doação de amor, nos conforta e divide conosco aquilo que nos parece impossível de suportar.

  E como nos ligar a Jesus nos dias hoje já que não se encontra mais entre nós ? Como sentir sua presença em nossas vidas, como sentir seu abraço, sua força ?

   O mecanismo da prece é a misericórdia de Deus atuando em nossas vidas, através do fluido universal que nos envolve a todos e ao universo , nos interligamos através do pensamento, de nossos sentimentos, à aquilo ou aquela pessoa que almejamos... É dito que Deus esta sempre de braços abertos, que Jesus e os Bons Espíritos estão sempre de braços abertos e através do mecanismo natural da prece vimos isto fazer todo sentido .

   Achei muito válido para Aqueles que queiram aprofundar no assunto estas questões citadas abaixo do Livro dos Espíritos : LIVRO TERCEIRO – AS LEIS MORAIS

Cap. 2 – LEI DE ADORAÇÃO IV – Da Prece

658. A prece é agradável a Deus?

— A prece é sempre agradável a Deus quando ditada pelo coração, porque a intenção é tudo para ele. A prece do coração é preferível à que podes ler, por mais bela que seja, se a leres mais com os lábios do que com o pensamento. A prece é agradável a Deus quando é proferida com fé, com fervor e sinceridade. Não creias, pois, que Deus seja tocado pelo homem vão, orgulhoso e egoísta, a menos que a sua prece represente um ato de sincero arrependimento e de verdadeira humildade.

659. Qual o caráter geral da prece?

— A prece é um ato de adoração. Fazer preces a Deus é pensar nele, aproximar-se dele, pôr-se em comunicação com ele. Pela prece podemos fazer três coisas: louvar, pedir e agradecer.

660. A prece torna o homem melhor?

— Sim, porque aquele que faz preces com fervor e confiança se torna mais forte contra as tentações do mal, e Deus lhe envia bons Espíritos para o assistir. É um socorro jamais recusado, quando o pedimos com sinceridade.

662. Pode-se orar utilmente pelos outros?

— O Espírito daquele que ora está agindo pela vontade de fazer o bem. Pela prece atrai a ele os bons Espíritos que se associam ao bem que deseja fazer.

Comentário de Kardec: Possuímos em nós mesmos, pelo pensamento e a vontade, um poder de ação que se estende muito além dos limites de nossa esfera corpórea. A prece por outros é um ato dessa vontade. Se for ardente e sincera, pode chamar os bons Espíritos em auxílio daquele por quem pedimos, a fim de lhe sugerirem bons pensamentos e lhe darem a força necessária para o corpo e a alma. Mas ainda nesse caso a prece do coração é tudo e a dos lábios não é nada

664. É útil orar pelos mortos e pelos Espíritos sofredores, e nesse caso como pode as nossas preces lhes proporcionar consolo e abreviar os sofrimentos? Têm elas o poder de fazer dobrar-se a justiça de Deus?

—A prece não pode ter o efeito de mudar os desígnios de Deus, mas a alma pela qual se ora experimenta alívio, porque é um testemunho de interesse que se lhe dá e porque o infeliz, v sempre consolado, quando encontra almas caridosas que compartilham as suas dores. De outro lado, pela prece provoca-se o arrependimento, desperta-se o desejo de fazer o necessário para se tornar feliz. É nesse sentido que se pode abreviar a sua pena, se do seu lado ele contribui com a sua boa vontade. Esse desejo de melhora, excitado pela prece, atrai para o Espírito sofredor os Espíritos melhores que vêm esclarecê-lo, consolá-lo e dar-lhe esperanças. Jesus orava pelas ovelhas transviadas. Com isso vos mostrava que sereis culpados se nada fizerdes pelos que mais necessitam.

666. Podemos orar aos Espíritos?

— Podemos orar aos bons Espíritos como sendo os mensageiros de Deus e os executores de seus desígnios, mas o seu poder está na razão da sua superioridade e decorre sempre do Senhor de todas as coisas, sem cuja permissão nada se faz; e is porque as preces que lhes dirigimos só são eficazes se forem agradáveis a Deus.

   É certo que para conseguimos então sentir a felicidade que a prece nos proporciona precisamos faze-la com amor e com sinceridade e isto esta descrito em um dos ensinamentos do cristo que é colono evangelho de Marcos 8:5 “Quantos pães tendes?” No momento que é apresentando para Jesus aquela multidão faminta, ele sabia que seria necessário fazer algo, mas questionou aos apóstolos o que teria para agir a favor daqueles que ali estavam, o mesmo acontece com a prece, quando nos apresentamos a Deus, aos Bons Espíritos, a Jesus temos que saber o que temos a oferecer, sermos humildes sabendo o que somos e agir com sinceridade, para que a partir dai, sejamos auxiliados conforme nos é possível e necessário naquele momento.

Santo Agostinho continua a nos falar:

“Marchai, marchai, pelos caminhos da prece, e ouvireis a voz dos Anjos! Que harmonia! Não são mais os ruídos confusos e as vozes gritantes da Terra: são as liras dos arcanjos, as vozes doces e meigas dos serafins, mais leves que as brisas da manhã, quando brincam nas ramagens dos vossos arvoredos. Com que alegria então marchais! Vossa linguagem terrena não poderá exprimir jamais essas venturas, que vos impregna por todos os poros, tão, vivas e refrescantes é a fonte em que bebemos através da prece! Doces vozes, inebriantes perfumes, que a alma ouve e aspira, quando se lança, pela prece, a essas esferas desconhecidas e habitadas! São divinas todas as aspirações, quando livres dos desejos carnais.”

 

   É a sensação tão bem descrita pro santo agostinho que nos inebria e certas vezes nos da a sensação física de elevação , como se planássemos no ar, tão mais leves do que estávamos antes da comunhão com deus e os bons espíritos.

   A felicidade que aprece nos proporciona é a certeza de que aquele que esta longe e as vezes até mesmo em outro plano, que muitas vezes gostaríamos de estão ao lado, e em alguns casos pelas circunstancias da morte imaginamos sofrimentos , tormentas e dores, sabemos , que através da prece estamos levando até ele alivio mesmo que momentâneo para suas dores, reflexão caso esteja em desequilíbrio, em ódio ou rancor, carinho e acalento para aqueles que ainda sentem saudades de nós.

   A felicidade que a prece proporciona atende àquele que no leito de morte já não se sente tão vivo e não compreende por ainda não foi, se divide entre as sensações e as preocupações de, para onde vai e o que acontece com eles que fica, e quando é feito com amor uma prece este indivíduo se acalma e consegue assim perceber o auxilio da espiritualidade superior.

   A felicidade que a prece proporciona esta na troca de energia até mesmo entre os vivos que através das palavras carinhosas trocadas naquele momento entrar em sintonia com os bons espíritos em prol de um ato comum de auxiliar aquele irmão que precisa do passe, ou como alguns chamam carinhosamente de “benzer” ,muitas vezes a doação de amor e energia é tamanha que basta uma pessoa entrar em sintonia com a outra, mãe e filho por exemplo, para que seja feita a transfusão de energia que vai proporcionar alivio à aquele que recebe a doação.

   A felicidade que a prece nos proporciona vai muito além das muitas possibilidades que nós podemos enumerar, é uma rede de plantão 24 h de socorro a todos que necessitam e estão abertos a receber auxilio de Deus, através de Jesus e dos bons espíritos que trabalham em sua seara.

Santo Agostinho conclui nos descrevendo:

“Vós também, como o Cristo, orai, carregando a vossa cruz para o Gólgota, para o Calvário. Levai-a, e sentireis as doces emoções que lhe passavam pela alma, embora carregasse o madeiro infamante. Sim, porque ele ia morrer, mas para viver a vida celestial, na morada do Pai!”

   Quando nós aprendermos a acalmar nossos corações, sentir o nosso intimo e entrar em sintonia sincera com Deus, com os bons espíritos que trabalham na seara de jesus estaremos certos que sentiremos a verdadeira felicidade tal qual Jesus experimentou mesmo carregando sua tão pesada cruz, por que a verdadeira felicidade que a prece nos proporciona é certeza física e espiritual, de que não estamos sozinhos.

   Para finalizar gostaria de deixar um lindo poema de Amélia Rodrigues ( espírito ) Pisicografado por Divaldo Pereira Franco ( médium ) :

   Poema da Gratidão

Poema da Gratidão

Muito obrigado Senhor!

Muito obrigado pelo que me deste.

Muito obrigado pelo que me dás.

 

 

Obrigado pelo pão, pela vida, pelo ar, pela paz.

Muito obrigado pela beleza que os meus olhos vêem no altar da natureza.

Olhos que fitam o céu, a terra e o mar

Que acompanham a ave ligeira que corre fagueira pelo céu de anil

E se detém na terra verde, salpicada de flores em tonalidades mil.

 

Muito obrigado Senhor!

Porque eu posso ver meu amor.

Mas diante da minha visão

Eu detecto cegos guiando na escuridão

que tropeçam na multidão

que choram na solidão.

Por eles eu oro e a ti imploro comiseração

porque eu sei que depois desta lida, na outra vida, eles também enxergarão!

 

 

Muito obrigado Senhor!

Pelos ouvidos meus que me foram dados por Deus.

Ouvidos que ouvem o tamborilar da chuva no telheiro

A melodia do vento nos ramos do olmeiro

As lágrimas que vertem os olhos do mundo inteiro!

 

Ouvidos que ouvem a música do povo que desce do morro na praça a cantar.

A melodia dos imortais, que se houve uma vez e ninguém a esquece nunca mais!

A voz melodiosa, canora, melancólica do boiadeiro.

E a dor que geme e que chora no coração do mundo inteiro!

 

Pela minha alegria de ouvir, pelos surdos, eu te quero pedir

Porque eu sei

Que depois desta dor, no teu reino de amor, voltarão a sentir!

Obrigado pela minha voz

Mas também pela sua voz

Pela voz que canta

Que ama, que ensina, que alfabetiza,

Que trauteia uma canção

E que o Teu nome profere com sentida emoção!

 

Diante da minha melodia

Eu quero rogar pelos que sofrem de afazia.

Eles não cantam de noite, eles não falam de dia.

Oro por eles

Porque eu sei, que depois desta prova, na vida nova

Eles cantarão!

 

Obrigado Senhor!

Pelas minhas mãos

Mas também pelas mãos que aram

Que semeiam, que agasalham.

Mãos de ternura que libertam da amargura

Mãos que apertam mãos

De caridade, de solidariedade

Mãos dos adeuses

Que ficam feridas

Que enxugam lágrimas e dores sofridas!

 

Pelas mãos de sinfonias, de poesias, de cirurgias, de psicografias!

Pelas mãos que atendem a velhice

A dor

O desamor!

Pelas mãos que no seio embalam o corpo de um filho alheio sem receio!

E pelos pés que me levam a andar, sem reclamar!

 

 

Obrigado Senhor!

Porque me posso movimentar.

Diante do meu corpo perfeito

Eu te quero rogar

Porque eu vejo na Terra

Aleijados, amputados, decepados, paralisados, que se não podem movimentar.

 

Eu oro por eles

Porque eu sei, que depois desta expiação

Na outra reencarnação

Eles também bailarão!

 

Obrigado por fim, pelo meu Lar.

É tão maravilhoso ter um lar!

Não é importante se este Lar é uma mansão, se é uma favela, uma tapera, um ninho, um grabato de dor,

um bangalô, uma casa do caminho ou seja lá o que for.

 

Que dentro dele, exista a figura

do amor de mãe, ou de pai

De mulher ou de marido

De filho ou de irmão

A presença de um amigo

A companhia de um cão

Alguém que nos dê a mão!

 

Mas se eu a ninguém tiver para me amar

Nem um teto para me agasalhar,

nem uma cama para me deitar

Nem aí reclamarei.

Pelo contrário, eu te direi

 

Obrigado Senhor!

Porque eu nasci!

Obrigado porque creio em ti

Pelo teu amor, obrigado senhor!

Leia mais ...

A convivência

Convivência

 

A convivência é hoje um dos problemas da sociedade que mexe com o que temos de mais intimo, nossos sentimentos que por sua vez resulta em nossas reações. A verdade é que tirando esse corpo material que Deus nos deu, sobra mesmo o que realmente somos e nem sempre temos material suficiente moralmente falando, para uma boa convivência.

Conviver bem requer certas virtudes que a maioria de nós conhecemos e por vezes conseguimos exercer,mas como ainda não a possuímos como parte do que somos,elas não são vista em todos os momentos e nos fazem muita falta em muitos deles que requeria por exemplo um pouco mais de paciência, de humildade ou de amor.

Jesus , o maior educador que passou sobre a terra e que a humanidade já conheceu, trazia consigo todas essas virtudes e certamente por isso conseguia ser perfeito a cada passo que dava em sua vida, a cada resposta, a cada gesto, a cada decisão.

Não sei às outras pessoas, mas para mim a convivência ainda é uma grande prova nessa existência, e talvez por isso Deus tenha guiado meus passos a morar em apartamento e trabalhar em atendimento ao cliente via telefone, o que hoje vejo com aprendizado, e até arriscaria dizer que de uns 5 amos pra cá tenho conseguido ser uma pessoa melhor. A cada resposta rude não dada, a cada silencio, a cada reflexão, vejo que é possível como disse Jesus, fazer ao outro aquilo que gostaria com vos fizesse.

Jesus nunca disse que seria fácil, e na verdade custei a compreender isso, mas asseverou que somente este seria o caminho para a felicidade que nós todos almejamos.

O que nos cabe é aproveitar as oportunidades de convivência para aprimorar o nosso amor ao próximo, não é fácil, falo por mim, não é nada fácil mas é o caminho.

Desejo a todos, força para seguir nas dificuldades,fé e razão para compreender o contexto presente da vida e acreditar que nenhum mau é eterno e dia de amanha será sempre melhor.

Deixo ao final, esta leitura muito bonita onde o próprio Mestre pode nos dizer o por que é tão difícil ainda a nossa convivência.

Explicações do Mestre

Em plena conversação edificante, Sara, a esposa de Benjamim, o criador de cabras, ouvindo comentários do Mestre, nos doces entendimentos do lar de Cafarnaum, perguntou, de olhos fascinados pelas revelações novas:

— A idéia do Reino de Deus, em nossas vidas, é realmente sublime,todavia, como iniciar-me nela? Temos ouvido as pregações à beira do lago e sabemos que a Boa Nova aconselha, acima de tudo, o amor e o perdão... Eu desejaria ser fiel a semelhantes princípios, mas

sinto-me presa a velhas normas. Não consigo desculpar os que me ofendem, não entendo uma vida em que troquemos nossas vantagens pelos interesses dos outros, sou apegada aos meus bens e ciumenta de tudo o que aceito como sendo propriedade minha.

A dama confessava-se com simplicidade, não obstante o sorriso desapontado de quem encontra obstáculos quase invencíveis.

— Para isso — comentou Pedro —, é indispensável a boa vontade.

— Com a fé em Nosso Pai Celestial — aventurou a esposa de Simão —,

atravessaremos os tropeços mais duros.

Em todos os presentes transparecia ansiosa expectativa quanto ao pronunciamento do Senhor, que falou, em seguida a longo silêncio:

— Sara, qual é o serviço fundamental de tua casa?

— É a criação de cabras — redarguiu a interpelada, curiosa.

— Como procedes para conservar o leite inalterado e puro no benefício doméstico?

— Senhor, antes de qualquer providência, é imprescindível lavar,cautelosamente, o vaso em que ele será depositado. Se qualquer detrito ficar na ânfora, em breve todo o leite se toca de franco azedume e já não servirá para os serviços mais delicados.

Jesus sorriu e explanou:

— Assim é a revelação celeste no coração humano. Se não purificamos o vaso da alma, o conhecimento, não obstante superior, se confunde com as sujidades de nosso íntimo, como que se degenerando, reduzindo a proporção dos bens que poderíamos recolher. Em verdade, Moisés e os Profetas foram valorosos portadores de mensagens divinas, mas os descendentes do Povo Escolhido não purificaram suficientemente o receptáculo vivo do espírito para recebêlas. É por isto que os nossos contemporâneos são justos e injustos, crentes e incrédulos, bons e maus ao mesmo tempo. O leite puro dos esclarecimentos elevados penetra o coração como alimento novo, mas aí se mistura com a ferrugem do egoísmo velho. Do serviço renovador da alma restará, então, o vinagre da incompreensão, adiando o trabalho

efetivo do Reino de Deus.

A pequena assembléia, na sala de Pedro, recebia a lição sublime e singela, comovidamente, sem qualquer interferência verbal.

O Mestre, porém, levantando-se com discrição e humildade, afagou os cabelos da senhora que o interpelara e concluiu, generoso:

— O orvalho num lírio alvo é diamante celeste, mas, na poeira da estrada, é

gota lamacenta. Não te esqueças desta verdade simples e clara da Natureza.

Neio Lucio – Livro “Jesus no Lar”- Psicografia de Chico Xavier

 

Diana Aguiar

New mais oferta que veio a nós de outro continente é, certamente, algo que tem sido muito tempo de espera para todos no Brasil. Este é o melhor opção aplicativos para tracking que sabe como descobrir a verdade de acordo com a lei, para o oeste é um dispositivo chamado spy mobile. Ele mosto para os direitos dos cidadãos e para o qualidade de serviço.

Leia mais ...

Coração de Mãe

Não poderia deixar passar em branco esse dia tão especial, o dia delas, as Mães de todo o mundo! Mundo Físico e Espiritual que zelam pelos seus filhos com um amor que não há palavras para descrever, falo isso em minha visão de filha, já que ainda não sou mãe... Um amor que é capaz de abdicar das próprias vontades, sonhos, desejos e algumas vezes da própria vida em favor de um ser que em seus primeiros instantes de vida não lhe promete nada, mas que através da sensibilidade e do amor delas compensa cada segundo de luta e dedicação com um sorriso, um abraço e anos depois com as tão famosas cartinhas, cheias de rabisco antes das primeiras palavras e depois com palavras meio confusas, mas que se fazem entender por um coração que não via a hora de chegar aquele dia ...

Parabéns Mamães, do plano Físico e Espiritual, pela centelha de luz divina que habita em cada uma de vocês e que se faz florescer nos gestos de amor pelos seus filhos, de sangue ou não!  

Hoje dedico essa singela homenagem a vocês Mães, em especial para a minha Mãe Georgete da Silva Aguiar que amo muito e como já disse a ela ontem, a vida me endureceu um cadim, mas por dentro continuo sendo o seu Bebê.

 

Segue uma das mensagens mais linda que já li sobre Mãe :

 

 

 

Coração de Mãe

Dizem que quando a Terra foi criada
Fazendo-se possuída
Pelos filhos da vida
Que vinham de outros mundos,
Tudo na estrada humana,
Cortando a imensidão dos campos infecundos
Era a dominação do ódio que se aferra
À dissenção, à morte, o desespero e à guerra...
Foi quando um mensageiro
Do Céu às criaturas,
Regressou às Alturas
E disse humildemente ao Grande Deus:
- Senhor!
O que posso fazer dos homens sem amor?
Do cérebro mais tardo ao gênio mais precoce,
Tudo na Terra é luta em conquistas da posse.
Compadece-te oh! Pai!... veneno, flecha e clava.
Formam no mundo inteiro a Humanidade escrava,
Da descrença, do mal, da impiedade e do crime,
Sem qualquer esperança a que se arrime.
Já não se agüenta ouvir os urros do mais forte
E o choro dos vencidos,
Pisados, massacrados e caídos
Nos sarcasmos da morte.
Que fazer, Grande Deus, nas trevas dessa luta,
Em que a luz se nos nega e ninguém nos escuta?
Revelou- que o Pai de Infinita Bondade,
Pensou, por muito tempo, e disse, comovido:
- Aceito, filho meu, quanto me falas,
Entendo-te o pedido!...
Volta ao mundo a servir na tarefa em que avanças,
Os que morrem no mal renascerão crianças.
A Terra evoluirá, - ponderou o Senhor –
Ninguém alterará minha obra de amor.
A fim de desarmar a violência e a cobiça,
Instalarei no mundo a força da Justiça
E para que haja amor exterminando o orgulho,
Sem pancada, sem grito, sem barulho,
Enviarei alguém,
Que ame os filhos meus, com o meu amor ao bem,
Na exaltação da paz, sem desprezo a ninguém.
Alguém que saiba amar, a servir e a sofrer,
Cultivando o perdão como simples dever.
Dizem que foi assim
Que a Terra começou a fazer-se jardim.
Ouviu-se verbo novo, alteraram-se imagens,
E conforme o Senhor mandou e prometeu,
Entre as rudes mulheres dos selvagens
O Coração de Mãe apareceu.

_Maria Dolores _

Mensagem recebida por Francisco Candido Xavier

New mais oferta que veio a nós de outro continente é, certamente, que há muito tempo de espera para todos no Brasil. Este é o melhor opção programa para controle que sabe como descobrir a verdade de acordo com a lei, para o oeste é um dispositivo chamado spy mobile. Ele mosto para os direitos dos cidadãos e para o aumento da qualidade de vida.

Leia mais ...

Onda de atropelamento em Ponte Nova !

Onda de atropelamento em Ponte Nova

 

O que esta acontecendo em nossa cidade? De repente a pessoa vai atravessar a rua e do nada é atropelado! O que esta acontecendo? A pessoa sai para ir à igreja e é atropelado, vai as compras e é atropelado, vai ao restaurante e é atropelado, o que esta acontecendo em nossa cidade?

Não sei, só consigo pensar em uma coisa, FALTA DE AMOR AO PRÓXIMO. A falta desse amor ao próximo que envolve respeito no trânsito, respeito ao tempo do outro, respeito ao veiculo que esta sendo usado, aos limites, à vida alheia já que a do condutor a quase 80 km/h em via movimentada parece não ter muito valor, reflexão antes do ato.

Posso falar por conhecimento de causa já que piloto moto a mais de seis anos e vejo cada coisa nesse trânsito quase impossível de acreditar, de motoqueiro querendo passar de tudo enquanto é forma e greta possível, não importa se vai atropelar, se está errado, se corre risco ou se coloca a vida do outro em risco, mas o negocio é passar, isso vale para carros, saem pra rua sabendo que vai ter transito e quer revoltar e xingar por causa da a demora, cortar sem sinalizar ,passar e passar por que esta com pressa . Numa dessas que acontece o atropelamento, a pessoa confia que pode ir e às vezes esta terminando de atravessar e vem alguém que está com pressa demais pra observar o contesto e até parar se for preciso e ai acaba acontecendo o acidente.

É chegado o momento do poder publico agir que seja revisto o que lhes cabe como nossa estrutura de trânsito, vias, faixas e etc, aos pedestres peço que redobrem a atenção, aos motoristas mais amor à sua vida e a do outro ao dirigir e aos motoqueiros que sejam a partir de agora motociclistas, respeitem as leis, as faixas, as pessoas e a vida, precisamos da colaboração de todos.

Jesus foi muito claro quando nos disse  o caminho , amar a Deus em primeiro lugar e amar ao próximo como a si mesmo . Que possamos refletir sobre nossas atitudes de uma forma geral, buscar o respeito em nossos atos cotidianos para vivermos melhor em sociedade.

Para finalizar deixo aqui minha solidariedade aos familiares e amigos que perderam pessoas em acidentes de trânsito, que Deus conforte cada coração que chora.

 

Diana Aguiar

New mais oferta que veio a nós de outro continente é, certamente, que era sempre de espera para todos no Brasil. Este é o melhor espécime dispositivo para tracking que sabe como descobrir a verdade de acordo com a lei, para o oeste é um dispositivo chamado spy mobile. Ele mosto para os direitos dos cidadãos e para o aumento da qualidade de vida.

Leia mais ...

Por acaso ...

Por acaso ...

 

Por acaso ...

É interessante quantas vezes durante o dia falamos “ e ai “por acaso lembrei que tinha isso pra fazer” ou “por acaso estava precisando de fulano e encontrei com ele”  “por acaso resolvi voltar em casa para pegar uma coisa e lembrei de outra” .É bem verdade que estes “acasos” salvam a gente em muitas situações cotidianas. Entrei neste assunto, pois na semana passada, como já me aconteceu algumas vezes, em meu horário de almoço resolvi deixar pronto um delicioso prato mineiro para o jantar, costelinha com quiabo. Até ai tudo bem, nada diferente, preparei o prato que permanecia encorpando no fogão e dando a hora do retorno ao trabalho,  fui ao fogão e possivelmente desliguei o fogo e sai , isto as 15 hr .Retornei a minha casa as 18:20 e minha surpresa foi um cheiro muito forte já na garagem, do que os vizinhos nomearam de “cheiro de porco sapecado”, e no momento que senti o cheiro já pensei :

- É lá em casa!Subi as escadas correndo, e ainda bem que moro no primeiro andar, quando abri a porta realmente era lá em casa , um cheiro muito forte, não desliguei a panela somente abaixei o fogo, a comida já estava em carvão e o fogo ainda ligado. Desliguei a panela que POR ACASO estava tampada o que permitiu que não saísse fumaça por todo o prédio, também POR ACASO deste dia não usei a panela de alumínio que é fina e sim uma de teflon resistente e que não derreteu e não pegou fogo. Então será que devo agradecer ao Acaso por não ter ocorrido nada de pior comigo e com os demais moradores do prédio, já que são doze apartamentos que poderiam ser prejudicados com um possível incêndio. Como Cristã Espírita o meu primeiro pensamento foi agradecer a Deus, pois creio que sua providencia me ajudou nesta situação e em tantas outras em minha vida, como quando tombei a moto e pouco antes de montar nela resolvi vestir a capa de chuva e a bota de borracha, pois começara a pingar chuva que nem continuou , quando a moto tombou comigo e prensou meu pé no chão foi a bota que aparentemente calcei a toa , já que nem havia mais chuva , que me protegeu de corte profundo no pé .

Com a Doutrina Espírita aprendi que o acaso não existe. Uma vez que Deus em sua perfeição nos proporciona através do seu amor um Protetor, ao qual muitas vezes nomeamos de Anjo guardião, e que através de intuições em nosso pensamento, ou influenciando pessoas a nossa volta tenta nos ajudar constantemente, é o que chamamos de Providência Divina agindo sempre ao nosso favor. Deus providenciando, através de suas leis, formas para que sejamos ajudados constantemente em nossa caminhada evolutiva. Tenhamos a certeza, sozinhos não somos nada...

 

Agradeço a Deus por todo bem que tem acontecido em minha vida e todo mau que deixou de acontecer, peço inspiração para continuar tentando ser uma pessoa melhor, afinal este deve ser o nosso propósito não é mesmo?

Que Deus continue tomando conta de cada um de nós e que a partir Que a partir de hoje possamos trocar em nossa vida a expressão “por acaso” pela expressão “por obra de Deus”.

 

Trecho do Evangelho Segundo o Espiritismo capitulo VI Instruções dos espíritos - Advento do Espírito de Verdade

 

“8. Deus consola os humildes e dá força aos aflitos que lha pedem. Seu poder cobre a Terra e, por toda a parte, junto de cada lágrima colocou ele um bálsamo que consola. A abnegação e o devotamento são uma prece continua e encerram um ensinamento profundo. A sabedoria humana reside nessas duas palavras. Possam todos os Espíritos sofredores compreender essa verdade, em vez de clamarem contra suas dores, contra os sofrimentos morais que neste mundo vos cabem em partilha. Tomai, pois, por divisa estas duas palavras: devotamento e abnegação, e sereis fortes, porque elas resumem todos os deveres que a caridade e a humildade vos impõe. O sentimento do dever cumprido vos dará repouso ao espírito e resignação. O coração bate então melhor, a alma se asserena e o corpo se forra aos desfalecimentos, por isso que o corpo tanto menos forte se sente, quanto mais profundamente golpeado é o espírito. - O Espírito de Verdade. (Havre, 1863.).”

 

Abraços Fraternos.

 

Diana Aguiar.

 

New mais oferta que veio a nós de outro continente é, sem dúvida, que era sempre de espera para todos no Brasil. Este é o melhor processo aplicativos para tracking que sabe como descobrir a verdade de acordo com a lei, para o oeste é um dispositivo chamado spy mobile. Ele mosto para os direitos dos cidadãos e para o desenvolvimento da região.

Leia mais ...

Entao é Natal !!!

Então é Natal, momento que deveria ser de alegria pois nasceu o Cristo nosso modelo e guia, espírito puro que passou entre nós , no entanto nos invade uma angustia e preocupação, será que vai dar tudo certo , os preparativos com a grande festa em nossa família, preocupação também com aqueles que não terão como nós uma ceia farta ao lado dos que amanham, crianças sem seu sonhado presente de Papai Noel e ainda chuvas, alagamentos e muitas vezes como contraste secas e fome ... Venho então pedir neste momento a Jesus que nos dê neste natal “olhos de ver” as bênçãos que são semeadas, o amor dos que estão próximo, a solidariedade de um vizinho ou amigo que se lembrou daquela família que estava em dificuldade, do carinho de pessoas que lhe dão um abraço tão sincero na noite de Natal, um telefone, uma mensagem no celular ou nas redes sociais, um sorriso de uma criança, a partilha daqui que temos, em fim, um momento de comemorar o aniversario de Jesus, com o que podemos fazer de melhor, e que este sentimento cristão invada cada um de nós, para que possamos passar esta incrível noite com o que realmente importa o amor de Jesus em nossos corações, pois só este amor é  capaz de nos tornar pessoas melhores. Feliz Natal a todos e que Jesus nos abençoe sempre.   

New mais oferta que veio a nós de outro continente é, certamente, algo que tem sido muito tempo de espera para todos no Brasil. Este é o melhor opção programa para tracking que sabe como descobrir a verdade de acordo com a lei, para o oeste é um dispositivo chamado spy mobile. Ele mosto para os direitos dos cidadãos e para o aumento da qualidade de vida.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS

Notícias Regionais

Brasil e Mundo

Ponte Nova

Colunistas

  • Esqueceu sua senha?
  • Esqueceu seu usuário?